quarta-feira, 16 de março de 2011

Gueixa

Eu guardo meu coração na rua,
Na poeira em que o sol me deixa,
Em todo rastro, toda luz, toda lua,
Fica do sentimento uma queixa.
Eu guardo meu coração na rua,
Na bagunça da tua madeixa,
Perdido na tua boca nua,
No teu amor de gueixa.


(VFM)

4 comentários:

  1. Sua gueixa, sem queixa, sem pudor, me alimento do seu amor, para meus desejos saciar. Beijoss!!

    ResponderExcluir
  2. E tu estás bem apreciando poetizar né?! ;)

    ResponderExcluir
  3. E entregar o único órgão bom (risos).

    Flores!

    ResponderExcluir